Sophie nasceu prematura e já mama superbem na mamãe Priscila. Foto: Luísa Bonin

A amamentação é fundamental para o crescimento saudável das crianças e traz diversos benefícios à saúde do bebê e da mulher. O leite materno tem todos os nutrientes necessários, previne doenças, aumenta a imunidade e fortalece os laços afetivos entre mãe e filho.

No entanto, em alguns casos, não é possível realizar o aleitamento materno. A enfermeira do Banco de Leite Humano (BLH) do Complexo Hospital de Clínicas, Janaina Mara de Almeida, explica que recém-nascidos, principalmente prematuros, precisam receber leite doado, pois algumas mães estão impossibilitadas de amamentar devido a medicações e doenças.

O Banco de Leite Humano do HC recebe doações de leite destinadas a UTI Neonatal do HC para alimentar os bebês internados. Para doar, é preciso seguir algumas orientações, como cuidados com as mamas, higiene, conservação e entrega adequada do leite.

Primeiros cuidados

É preciso tomar alguns cuidados de higiene pessoal antes de realizar a retirada do leite. A doadora pode retirar o próprio leite por meio da ordenha manual ou da bomba de extração (esgotadeira manual ou elétrica). Além disso, é possível estimular as mamas fazendo massagens para manter e/ou aumentar a lactação. Siga o passo a passo:

– Lave as mamas somente em água corrente e seque-as com uma toalha limpa;

– Lave as mãos com água e sabão, esfregando uma contra a outra e entre os dedos;

– Mantenha os cabelos presos, de preferência com touca;

– Coloque máscara ou lenço no nariz e boca.

Retirada do leite

No início, é normal sair pouco. Com persistência e realizando o procedimento correto, o leite tende a sair cada vez mais.

Após os primeiros cuidados, escolha um local tranquilo, uma posição confortável e siga as instruções para retirada do leite.

– Examine e massageie as mamas nas regiões nodulares para facilitar a drenagem do leite;

– Ordenhe a mama, colocando o dedo polegar acima e o indicador abaixo da aréola;

– Faça movimentos “aperta e solta” do polegar contra os dedos abaixo da mama com pressão firme, continuamente e sem escorregar para os mamilos;

– Despreze as primeiras gotas ou jatos de leite e espalhe um pouco em volta da aréola e mamilo;

– Em seguida, coloque o leite em um recipiente lavado e fervido ou fornecido pelo Banco de Leite Humano;

– Esgote o leite até sentir a mama aliviada;

– Após terminar, guarde imediatamente no congelador ou freezer;

– Ao iniciar a próxima, esgote o leite em um copo lavado e fervido. Em seguida, coloque dentro do recipiente com o leite já congelado, sem encher totalmente, e devolva rapidamente ao congelador.

O recipiente para condicionar o leite pode ser fornecido pelo Leite de Banco Humano, mas também é possível utilizar um frasco de vidro liso com tampa de plástico.  Neste caso, é preciso lavar bem com água corrente e sabão e ferver por 15 minutos, a contar do início da fervura. Em seguida, deixar escorrer em pano limpo até secar e guardar em local limpo e seco até o uso.

Conservação do leite

O leite materno pode permanecer no congelador por até 10 dias até ser conduzido ao Banco Leite Humano e deve chegar congelado, para ser pasteurizado posteriormente. Se a doadora resolver levá-lo, é preciso colocar os recipientes em uma caixa isotérmica com gelo reciclável. Se preferir, entre em contato com o BLH e solicite mais informações para doação.

Além do leite materno, o BLH também recebe doações de frascos de vidro apropriados para armazenar o leite doado.

Banco de Leite Humano (BLH)

Atendimento: de segunda a sexta, das 8h às 18h.

Telefone: (41) 3360-1867.

Endereço: Rua General Carcereiro, 181 – prédio da maternidade do Hospital de Clínicas, 4° andar.

Quer saber mais?

Preparamos um material especial.

Informe os dados e baixe o eBook!